Honrai Pai e Mãe

HONRAI PAI E MÃE

Honrai Pai e Mãe

Se você cresceu em um lar cristão, não só tem a culpa que vem da sociedade para ser uma “boa menina”. Você ainda tem que lidar com os abusos da mãe. Além disso, possui “Deus” para se sentir mais culpada. Aprendemos que “honrar pai e mãe” é a mesma coisa que obedecer sem questionar, e se não fizer isso, você será considerada uma filha ingrata. Como se curar disso?

É essencial amadurecer o que significa “honrar pai e mãe” para você. Será diferente para todos os filhos. Em alguns casos, o contato continuará e em outros não haverá contato algum. Mas olhe, a falta de contato, trará alívio verdadeiro se tudo estiver resolvido por dentro.

“Honrar”, em minha opinião, não significa tolerar abusos.

“Honrar” é ter o seu direito de viver pacificamente, e consequentemente, você honrará a sua mãe, aceitando-a e deixando-a viver a própria vida.  O resto, Deus cuidará. “Honrar” não significa que não podes tomar medidas para proteger a sua saúde mental. “Honrar” não significa permitir que sua mãe continue com seu comportamento tóxico.

Mesmo sem contato é possível honrar. Você pode honrar não sendo como ela. Você pode honrar quebrando o ciclo que ela não conseguiu/quis mudar. Honrar é ser feliz.

Eventualmente, você pode continuar honrando-a e, ainda assim, NÃO a mudará. Nesse caso, você pode honrar curando a sua criança interior. “Honrar” pode ser orar por ela, dar assistência na sua velhice.

Honrar pode ser abrir um espaço no coração, como agradecimento pela sua vida. Desistindo do desejo te ter tido um passado diferente. Ou perdoando, se você estiver pronta.

Certamente, uma mãe consciente, bondosa, divina, te cria respeitosamente e te prepara para ser uma adulta feliz e com boa autoestima. Deus não diz para honrarmos nossos abusadores. A Bíblia nos mostra como Deus quer a nossa convivência seja pacífica e harmoniosa, que mostremos o amor de Deus uns para com os outros através da sua graça. Isso não se aplica a mães abusivas. Nem todas as mães são “divinas”. Bem como a Bíblia diz para não homenagear professores e pregadores malignos, ou obedecer/submeter-se a governantes e autoridades perversas. Nós não somos obrigadas a honrar comportamentos prejudiciais e abusivos de nossas mães.

Tudo o que foi dito aqui sobre a mãe se aplica ao pai. Pela minha experiência, no trato com alunas e pacientes, as relações de abuso são mais pronunciadas na relação mãe-filha, principalmente no transtorno de personalidade narcisista.

Portanto, como relatado acima, há diversas maneiras de honrar pai e mãe, não deixe que ninguém escolha por você, consulte a sua razão e o seu coração. Escolha o que lhe traz segurança e conforto. Anote isso aí: segurança e conforto são essenc

Compartilhe essa informação

Comentários