Seja mais confiante: 10 maneiras de superar a baixa autoestima

Baixa autoestima é se ver como inadequado, inaceitável, indigno, não amado e/ou incompetente.  Essas crenças criam pensamentos negativos e autocríticos que afetam seu comportamento e suas escolhas de vida, muitas vezes diminuindo ainda mais sua autoestima.

Usando as ferramentas da atenção plena, você pode aprender a olhar para as situações, outras pessoas e a si mesmo de forma objetiva, sem a influência negativa do passado e com a consciência de que sempre tem uma escolha, diz Deborah Ward.  Aqui estão 10 maneiras simples de superar a baixa autoestima e se sentir mais confiante em si mesmo…

 10 maneiras de superar a baixa autoestima e ser mais confiante

 1. Viva o momento

 Quando você está focado no momento, você pode escolher suas ações conscientemente e sabiamente, sem ser afetado pelas mágoas do seu passado e despreocupado com preocupações sobre o futuro.

Em nossos estilos de vida modernos e agitados, certamente pode ser complicado viver o momento.  Na maioria das vezes, nos encontramos distraídos por um milhão de coisas diferentes ao mesmo tempo, desde a ansiedade sobre um prazo iminente até pensar demais em uma conversa que você teve mais cedo no dia.

 Viver o momento é aprender a pausar a conversa constante em sua mente, desacelerando e se concentrando nas sensações e na experiência que está acontecendo agora.

2. Esteja ciente de suas emoções

 Quando estamos conscientes, podemos perceber como estamos respondendo e reagindo aos nossos próprios medos, criando um momento entre nossas emoções e nossas ações.

 Da próxima vez que você sentir dúvida ou insegurança de si mesmo, devido à baixa autoestima ou confiança, ativamente reconheça o que está sentindo. Você pode então optar por responder de uma maneira mais saudável, em vez de se debruçar sobre isso e permitir que te consuma.

3. Escreva seus pensamentos em um diário quando estiver lutando contra a baixa autoestima

 Muitos de nossos pensamentos e sentimentos estão trancados em nosso subconsciente e a escrita pode ajudar a trazê-los à nossa consciência. Escrever sobre como nos sentimos e pensamos pode ajudar a separar as ideias negativas sobre nós mesmos da verdade de quem realmente somos.

 Se você está lutando contra a baixa autoestima, pegue um caderno e anote exatamente como você está se sentindo. Tente não reler ou editar neste momento: simplesmente deixe seus pensamentos fluírem para a página. Então, quando terminar, releia suas palavras e observe as crenças negativas que tem sobre si mesmo. Agora, tente descobrir de onde essas falsas crenças se originam para que você possa quebrar esses padrões de pensamento negativo e ter mais confiança em seu verdadeiro eu.

 4. Não julgue quando sua autoestima estiver baixa

 A baixa autoestima geralmente surge de julgar a si mesmo com muita severidade.  Pense no exercício anterior de registro no diário: se você escreveu uma infinidade de julgamentos negativos sobre si mesmo, pare e pense por um momento: você seria tão crítico com outra pessoa? A resposta é provavelmente não, então por que você se julga tão duramente?

 Quando abordamos nossas vidas sem julgamentos, simplesmente aceitamos a nós mesmos, nossas experiências, nossos fracassos e sucessos e outras pessoas como elas são, nem boas nem más, sem orgulho ou vergonha. Mudar sua mentalidade para ser menos crítico é uma ótima maneira de abordar a baixa autoestima e construir sua confiança.

 5. Fique conectado a si mesmo para ter mais confiança

Mindfulness (Atenção Plena) é quando você foca sua atenção e consciência no momento presente, livre de distrações internas e externas. Praticar a atenção plena regularmente pode te ajudar a desenvolver um senso de conexão consigo mesmo.

Também pode ajudar a reduzir sua necessidade de agradar as pessoas – um traço comum em pessoas com baixa autoestima – permitindo que você pare o pensamento e o comportamento do piloto automático que te mantém alerta para agradar os outros sem pensar em suas próprias necessidades.

6. Pratique a meditação consciente para superar a baixa autoestima

Meditação significa apenas deixar de lado os pensamentos acelerados em sua mente e aceitar que esses pensamentos, sentimentos e crenças são transitórios, e não partes de você. Reserve alguns momentos todos os dias para simplesmente ficar quieto, concentre-se em sua respiração e observe suas preocupações se dissiparem como nuvens.

7. Participe de sua própria vida para ser mais confiante

A atenção plena nos encoraja a nos tornarmos ativos e assertivos na criação de nossas próprias vidas. A consciência de seus pensamentos e a escolha de suas respostas a eles permite que você aja e participe de sua própria vida. Por sua vez, isso o ajudará a superar a baixa autoestima e a ter mais confiança em quem você é.

8. Desenvolva a mente de um iniciante

Quando você tem uma mente de principiante, você olha para as coisas como se as estivesse vendo pela primeira vez, com abertura, entusiasmo e liberdade de expectativa.  Isso muda com o tempo, à medida que nossa percepção fica obscurecida por nossas crenças, preconceitos e julgamentos.

Ao adotar ativamente a mentalidade de um iniciante, você verá as coisas sob uma nova luz, em vez de responder automaticamente com os mesmos velhos padrões de comportamento.  Essa simples mudança pode permitir que você se veja sob uma nova luz, em vez de responder a si mesmo por meio de uma mente nublada pela baixa autoestima.

 9. Melhore a baixa autoestima ao desapegar 

O desapego, é o objetivo final da atenção plena. Muitas vezes, quando pensamos em quem devemos ser ou o que devemos pensar, ficamos presos em intermináveis ​​‘e se’, pois nos preocupamos em fazer a ‘coisa errada’.

No entanto, quando você deixa de lado o que acha que deveria fazer ou quem deveria ser, pode começar a confiar em si mesmo e ter mais confiança em sua capacidade de escolher o que é certo para você.

10. Mostre compaixão por si mesmo

Finalmente, se você está lutando com baixa autoestima, lembre-se de que você merece amor tanto quanto qualquer outra pessoa. Autocompaixão significa simplesmente fornecer a si mesmo o amor, a segurança e a aceitação de que você precisa. Por sua vez, isso pode ajudar a substituir a baixa autoestima por uma sensação de confiança e respeito próprio.

Nota de Neusa Tamaio (@jardim_consciente). Não existe uma mágica, um segredo ou chavinha que vai aumentar a sua autoestima. É preciso um trabalho profundo de autoconhecimento, um novo estilo de vida baseado em atenção plena. Também é essencial visitar a infância, pois a autoestima começa a brotar nesta fase. Somos constituídos de várias partes e todas têm a intenção de nos proteger. Conhecer essas partes, escutar suas emoções com profundidade, fortalecer a vontade e ter sustentação são os pilares básicos para melhorar a autoestima.

Link: https://www.psychologies.co.uk/10-ways-to-overcome-low-self-esteem/

Traduzido por @jardim_consciente

Tags

Compartilhe essa informação

Comentários