Você é uma pessoa altamente sensível (PAS)? Faça o Teste Agora!

Você é uma pessoa altamente sensível (PAS)

Você é uma pessoa altamente sensível (PAS)?

A emoção é, sem dúvida, o principal meio de linguagem da pessoa altamente sensível (PAS). Quando criança você ouviu essas frases? Você chora demais! É muito sensível! Que exagero, não é para tanto! Vai chorar de novo? Então existe uma grande chance de você ser PAS. Neste “artigo” trazemos um teste que foi construído com base em pesquisas não formais. O teste tem 50 perguntas e abrange amplamente o universo de pessoas altamente sensíveis. Você pode fazer o teste no item resultado.

INTRODUÇÃO

Carl Jung em 1913 foi o primeiro a notar a alta sensibilidade em suas palestras. Jung argumentou que algumas pessoas nascem mais sensíveis que as outras e que isso molda a sua interação e percepção do mundo. Ele notou que essas pessoas notam a sua realidade de uma maneira diferente e traz muito enriquecimento da personalidade. Só que quando surgem adversidades essa vantagem se transforma em uma desvantagem muito grande. Ressaltou que considerar a alta sensibilidade como patológico estaria errado a não ser que considerássemos cerca de um quarto da humanidade como patológica.

Esse dado, cerca de 15-20% da população tem alta sensibilidade é indicado também pela psicóloga Dra. Elaine Aron. Essa pesquisadora criou um teste para P.A.S. e o termo em inglês HSP (High Sensitive Person) foi criado por ela em 1991.

Pesquisas atuais mostram que quando indivíduos altamente sensíveis passam por alto grau de estresse e eventos adversos na infância, eles são mais propensos a desenvolver depressão, ansiedade ou timidez mais tarde na vida. No entanto, se indivíduos sensíveis experimentam uma educação positiva e consciente que fornece segurança, aceitação da sua sensibilidade, eles são mais propensos podem florescer brilhantemente.

O que sabemos, a alta sensibilidade não é transtorno de personalidade ou doença, fraqueza ou não necessariamente timidez. Não é identificada por quaisquer meios formais. Também é chamada de SPS (Sensory Processing Sensitiviy). PAS são conhecidas por experimentar superestimulação, mesmo de estímulos leves, demonstram uma maior profundidade de processamento cognitivo e acesso a uma gama intensa de emoções.

A alta sensibilidade tem explicação genética. Seus genes podem influenciar o quão sensível você é, de acordo com a neurocientista Rebecca Todd. O estudo publicado no The Journal of Neuroscience, mostra que as pessoas altamente sensíveis são portadores de uma pequena alteração no gene ADRA2b, o que faz com que a pessoa seja mais sensível à dor e aos estímulos visuais e auditivos, entre outros.

As pessoas realmente veem o mundo de maneira diferente, diz Rebecca. Para as pessoas com essa variação genética, as coisas emocionalmente relevantes do mundo se destacam muito mais. A alta sensibilidade é uma característica com a qual nascemos e não desaparece.

METODOLOGIA

As características aqui levantadas para o teste foram adquiridas em várias postagens no Instagram do @jardim_consciente. As postagens fazem referência às características da pessoa altamente sensível. Foi solicitado uma concordância e/ou acréscimo aos aspectos levantados.

Foram obtidas mais de 3000 respostas. Segue abaixo a relação das postagens:

https://www.instagram.com/p/CPxzJuCB4FT

https://www.instagram.com/p/CQiiJshBMHp

https://www.instagram.com/p/CRi3rgDBpsP

https://www.instagram.com/p/CSOxW04L0H8

RESULTADO

Com as características levantadas nesse estudo, organizamos um teste com 50 itens. Verifique agora comportamentos e características comuns de PAS e verifique se você é uma delas.

  1. Ouvia dos pais e/ou outros adultos que era muito sensível, deixar de ser fresca, dramática, manteiga derretida, exagerada ou chorona
  2. Profundamente empática(o) incluindo a maioria dos seres vivos, como plantas e animais
  3. Muito sensível a ruídos fortes
  4. Muito sensível a cheiros fortes
  5. Muito sensível à tecidos ásperos
  6. Muito sensível a luzes brilhantes
  7. Percebe e absorve a energia do ambiente
  8. Tem dificuldade em esquecer uma mágoa
  9. Não se sai bem sendo multitarefas
  10. Tendência ao perfeccionismo
  11. Muito sensível ao efeito da cafeína
  12. Muito sensível à dor física
  13. Costuma responder a uma dose menor de medicamento do que as outras pessoas
  14. Se assusta com facilidade
  15. Fica abalada(o) e angustiada(o) com mudanças
  16. Costuma ser mais cooperativa(o) do que competitiva(o), geralmente tem baixo desempenho em ambiente competitivo
  17. Absorve e é capaz de sentir o que o outro sente, tanto para positividade quanto para negatividade
  18. Tem uma vida interior rica, com muita imaginação
  19. Necessita de ambiente silencioso para se recuperar
  20. Necessita ficar sozinho para se recuperar
  21. Profunda conexão com a natureza
  22. Profundamente comovida(o) por certos estilos de arte
  23. Profundamente comovida(o) por certos estilos de música
  24. Atraída(o) por assuntos sobre espiritualidade
  25. Evita filmes, vídeos, relatos ou imagens de terror ou violência
  26. Estar com muita forme traz perturbação
  27. Estar com muito sono traz perturbação
  28. Quando sou observada(o) fazendo um trabalho experimento ansiedade e nervosismo
  29. Chora com facilidade
  30. Escuta com frequência: “não leve as coisas tão a sério!” ou “por que você é tão sensível?”
  31. Demora mais para tomar decisões
  32. Prefere trabalho individuais que em grupo
  33. Fica muito chateada(o) se tomar “uma decisão errada”
  34. Você é detalhista
  35. É muito educada(o) pensando em não incomodar o outro
  36. Duvida de si, acha que realmente o que sente é exagero e irreal
  37. Já passou mal em alguns ambientes, precisando se retirar
  38. Tendência a “remoer” por vários dias uma atitude de uma pessoa
  39. Lugares lotados, como festas, shows e shopping podem diminuir sua energia
  40. Lugares muito frios, sem luz natural, lhe tiram as energias ou seja você tem uma ligação muito forte com o sol.
  41. Ligação forte com animais
  42. Percebe a energia dos outros com facilidade
  43. Pele super sensível e/ou tendência a ter alergias
  44. Sensível a lugares desorganizados
  45. Sensível a lugares sujos
  46. Sensação de saber o que a pessoa está pensando ou sentindo, mesmo sem a pessoa comentar nada
  47. Dificuldades de ficar em ambientes fechados com música alta
  48. Sonhos nítidos que parecem que você está em um filme
  49. Quando se lembra de uma situação que aconteceu é como se estivesse vivendo novamente, lembra de detalhes, da roupa da pessoa, do que cada pessoa falou etc.
  50. Se sente sugada por pessoas carentes

Se você respondeu SIM para:

30 ou mais itens – Provavelmente você é PAS não treinada, flor tipo orquídea

De 10 a 29 itens – Provavelmente você é PAS razoavelmente treinada, flor tipo tulipa

Abaixo de 9 itens – Provavelmente você é PAS treinada, flor tipo dente-de-leão

Atenção: Transitamos de uma flor para a outra ao longo da vida, dependendo do estresse que estamos vivenciado.

Os tipos de flores citados serão abordados em outro trabalho.

Nenhum teste substitui uma análise profunda individual realizada com um profissional. Tome o resultado deste teste apenas como um primeiro indicativo. PAS possuem um sistema nervoso sensível, e por isso, tornam-se muito mais cientes das sutilezas do seu entorno, o que gera sobrecarregamento emocional e físico e isso varia de pessoa para pessoa.

E sim, é possível treinar a alta sensibilidade e diminuir o estresse e ansiedade. Para se aprofundar, verifique o período que oferecemos o curso gratuito ESTUFA e o curso fechado REFÚGIO.

DISCUSSÃO

É importante destacar que ser PAS não é um distúrbio psicológico ou transtorno psiquiátrico, portanto não precisa de “conserto”, porque você não é uma pessoa “errada”. No entanto, fazer parte de uma minoria na sociedade nunca é fácil e pode trazer mais vulnerabilidade , desenvolvendo problemas de saúde mental, como ansiedade, fobia social ou depressão.

Como vivemos em um mundo acelerado e automático, PAS podem ter dificuldades de sentir pertencimento. As PAS podem trabalhar em um ambiente não adequado a alta sensibilidade ou a pessoa pode ter dificuldades de ficar em um relacionamento com um parceiro que não é altamente sensível. Outras pessoas podem ter dificuldades de aceitar a sua alta sensibilidade, se sentir inadequados, culpados ou com vergonha, desenvolvendo assim baixa autoestima.

O teste aqui apresentado é mais completo e abrangente do que o único teste encontrado na literatura (veja Aaron, 1993) que apresenta apenas 23 itens. Esperamos contribuir para aliviar as angústias de uma pessoa altamente sensível que se julga inadequada e duvida muito de si e de seus sentimentos. Dar nome a uma característica pessoal, saber que essa característica faz parte da humanidade traz conforto, leveza e abre novas possibilidades para o seu caminhar.

CONCLUSÃO

A alta sensibilidade não é bem explorada no Brasil e estamos aqui para cobrir essa lacuna, com material escrito, vídeos no Youtube e muita reflexão no Instagram e Facebook. Nossa contribuição vai além de esclarecer e criar este teste. No momento da escrita deste “artigo” estamos criando o treinamento REFÚGIO PARA PAS e em breve abriremos inscrições.

A alta sensibilidade é um presente necessário ao mundo e você pode aprender a manejar essa sensibilidade ao seu favor. Ao cuidar de você, cuidará o mundo. É uma PAS fazendo PAZ!

REFERÊNCIAS

Aron, E.N. (2006). The Clinical Implications of Jung’s Concept of Sensitiveness. Journal of Jungian Theory and Practice.

Aron, E.N. 2002. Use a sensibilidade a seu favor. Editora Gente.

Rebecca Todd et. al. 2013. Deletion variant in the ADRA2B gene increases coupling between emotional responses at encoding and later retrieval of emotional memories, Neurobiology of Learning na Memory 112

Compartilhe essa informação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Comentários